Redação K1 e convergência digital em pauta

Esta semana foi marcada pelo lançamento da nova temporada do Redação K1 – site de notícias mantido por alunos de Jornalismo da Unijuí, por meio de um projeto coordenado pelo professor Felipe Dorneles -, e por uma palestra da coordenadora de telejornalismo da RBSTV Santa Rosa, Lisiane Sackis, no Salão Azul da Biblioteca Universitária Mário Osório Marques, no campus da Unijuí.

DSC_3282

Alunos e professores do curso de Comunicação Social marcaram presença no evento

Para o coordenador da proposta do Redação K1, posta em prática na disciplina de Jornalismo Digital do 5° semestre do curso de Jornalismo, essa é uma oportunidade para que os alunos possam aprender na prática como funciona e como é trabalhar com um site de notícias: “Os acadêmicos passam por diversas funções: são editores e repórteres. Além disso, eles podem ver sua produção veiculada e que pode ser acessada em qualquer parte do mundo”.

DSC_3243

Professor Felipe destacou a funcionalidade do site

O site Redação K1 publica notícias e fatos que acontecem na região Noroeste do Rio Grande do Sul e abrange diversos segmentos como política, cultura e saúde. Participam da produção dos materiais os alunos Alexandre Pereira, Álvaro Nascimento, Ânderson Bauer, Bruno Gonçalves, Carine Krominger de Sá, Deise Krug, Fernanda Rebelato, Greice Bueno, Kelvin Morais, Laís Dahmer, Larissa Dorneles, Milena Wittekind, Nataline Nervis, Paola Brocardo Guimarães, Rafael Keske, Raquel Pedroso e Talisson Lange.

O Redação K1 é sinônimo de aprendizado, segundo Larissa Dorneles: “Eu vi que precisava ser mais objetiva, precisava trabalhar diversas coisas e agora sim eu estou melhorando e estou dando atenção ao digital que às vezes a gente não dá, por que não é simplesmente fazer um texto curto. Tem todo um trabalho por trás disso”.

E o que Lisiane Sackis pensa da realização desse tipo de atividade? Ela responde:

A jornalista afirmou em sua palestra que o material veiculado deve ter um diferencial, deve possibilitar um conhecimento a mais para o público e, é claro, não deve esquecer da participação deles. “Hoje nessa convergência é preciso ter um diferencial: não é só abordar o factual, mas aprofundar esse assunto e a partir disso gerar uma discussão”, destacou.

DSC_3277

Lisiane Sackis falou sobre a TV na era da convergência digital

E como Lisiane se prepara para as atividades do dia a dia? A receita, segundo a egressa do curso de Jornalismo da Unijuí, tem: um toque de sensibilidade e uma dose de dimensão humana misturada com leitura.

Estágio: uma ferramenta para formar profissionais competentes

santoEm meus dezesseis anos de trabalho na RBS TV Santa Rosa, acompanhei o começo de vários profissionais da comunicação. Comecei como repórter do Jornal do Almoço e hoje, na coordenação do departamento de telejornalismo, posso constatar na prática como os jornalistas que tiveram uma experiência em estágio estão mais abertos, preparados e têm um crescimento maior em relação aos que não tiveram esta oportunidade. img_0443

O estágio, em minha opinião, é fator preponderante para a formação de um profissional qualificado. Aliar o conhecimento teórico à prática é uma forma de se desenvolver e perceber melhor as possibilidades de uma carreira profissional. E, quando o assunto é comunicação, um setor onde tudo muda rapidamente e a tecnologia é a ferramenta principal, o profissional tem que estar ainda mais “antenado”. Ter vivências em mídias diferentes, sem dúvida, fará a grande diferença na hora de conseguir se colocar no mercado de trabalho.

Em um momento de convergência das mídias, onde um aparelho permite acesso a vários meios de comunicação, é preciso ter ousadia e coragem. O profissional que está participando da passagem da TV analógica para a TV de alta definição (HDTV) vai se deparar com um mercado cada vez mais exigente, uma concorrência mais acirrada e assim terá que buscar novos resultados. Em Porto Alegre, por exemplo, essa mudança já foi confirmada no dia 04 de novembro e nós estamos participando desse processo. Para vencer estes desafios é preciso deixar a “zona de conforto” de lado. img_0353

Os conhecimentos adquiridos na universidade possibilitam estes “novos olhares” que os teóricos nos apresentam. Solidificar o aprendizado recebido na academia e aplicá-lo na prática será a alternativa para exercer a excelência profissional: uma conquista diária, onde sempre estamos aprendendo. O meio acadêmico é um terreno fértil para este aprendizado. O intercâmbio de idéias com professores e colegas é de suma importância para a construção de cada um neste espaço de trabalho. O profissional que sabe o que está fazendo, embasado nos conhecimentos adquiridos, terá mais segurança de exercer a profissão.

Para chegar até a RBS, tive uma longa caminhada como professora, o que me possibilitou maior domínio da escrita. A formação em Letras e os vários estágios que fiz me deram mais propriedade para contar uma história ou explorar outros temas que fazem parte do dia-a-dia da profissão. Desta forma, aos “comunicadores multimídia” que estão se formando ou àqueles que já começaram a carreira, só posso dizer: aprendam, aproveitem cada estágio que aparecer porque, com certeza, um dia, este será um diferencial!  

 

Lisiane Sackis

Coordenadora de Telejornalismo da RBS TV Santa Rosa

Formada em Letras pela Unijuí e estudante do curso de Jornalismo da Unijuí