Comunicação nas Ruas e nas Redes é tema da segunda noite da Semana Acadêmica da COM

Comunicação nas Ruas e nas Redes: o caso Mídias Ninja no Rio Grande do Norte, foi o tema abordado pela jornalista Eloisa Klein, durante a segunda noite da Semana Acadêmica da Comunicação. A jornalista trouxe à tona um pouco de sua experiência até chegar a criação do Mídias Ninja no Rio Grande do Norte, do qual ela é uma das idealizadoras.

Em sua fala, Eloisa explicou que com o passar dos anos houve uma transformação no acesso e compartilhamento do conhecimento e informação, tendo em vista não apenas o advento das novas tecnologias, mas também das mídias com as quais as pessoas passaram a se comunicar. Idosos aprendem com crianças como ficar por dentro da tecnologia e, desta forma, como estar mais próximos da informação de modo ágil e imediato.

DSC_9514

A jornalista explicou como se fundamenta o Mídia Ninja em sua estrutura e constituição, explicando que este é um meio que dá voz aos movimentos estudantis, sindicais, sociais, de trabalhadores, de causas ambientais e de direito à cidade, dos trabalhadores e em defesa da democracia. “O Mídia Ninja trabalha por uma mídia livre e pela pluralidade de informações na sociedade. O coletivo no RN é formado por estudantes e professores de jornalismo, membros de movimentos sociais, ativistas e lideranças de partidos de esquerda”, esclarece.

Quando questionada quanto à forma como produzem seu conteúdo, ela explica que o cronograma criado para as publicações no Mídia Ninja RN parte da identificação com o consumo de informação nos horários das pessoas que residem naquele Estado, tendo em vista os hábitos de cada localidade. Sendo assim, as principais publicações são realizadas no horário em que as pessoas estão se deslocando para o estudo que, segundo dados da própria página, é quando acontecem os maiores picos de acesso. “No Rio Grande do Norte as pessoas dormem cedo e acordam cedo, por isso não vale  a pena publicar conteúdo de madrugada, por exemplo. Preferimos publicar em horários em que as pessoas estão se deslocando”, frisa.

Eloisa trouxe também alguns exemplos de posts da página, relatando sobre fatos que tiveram muita audiência, mostrando como realmente é a produção do Mídia Ninja e o quanto os envolvidos precisam se dedicar para isso. “O Mídia Ninja é nossa produção extra. Todos temos outros trabalhos e atuamos nas coberturas no nosso ‘terceiro turno’, por isso, contamos muito com a parceria de pessoas que se identificam com a linha editorial da página como movimentos estudantis e sindicais, os quais nos enviam informações para publicação”, explica.

A programação da Semana Acadêmica da Comunicação continua na noite de hoje com o Workshop de criação de marcas e portfólios, com o Tiago Oliveira e Gustavo Hansel, na sala COM 4, prédio da Comunicação. E uma mesa redonda sobre jornalismo esportivo no interior com Maria Angélica, Thomás Silvestre e Alex Frantz, no Salão Azul da Biblioteca Mario Osorio Marques, no campus da Unijuí, ambas com início às 19h30.

Abaixo está a lista de materiais sugeridos para quem for participar da oficina:

Materiais-Workshop

Confira ainda o vídeo produzido pelos alunos de Produção de Vídeo l:

 

Anúncios

Gestão em mídias sociais é tema da primeira noite da Semana Acadêmica

A primeira noite da Semana Acadêmica da Comunicação contou com a presença do egresso do curso de Publicidade e Propaganda da Unijuí, Rafael Meinecke, que promoveu um debate sobre Planejamento e Gestão em Mídias Sociais. A palestra teve como mediadora a coordenadora dos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda Rúbia Schwanke.

DSC_9243

Segundo Rafael uma boa gestão de mídias sociais inicia com a migração da empresa para a mídia correta. No entanto, para que isso aconteça, é necessário que a empresa conheça seu público e onde ele está. “Construir relacionamentos fortes e significativos é um grande benefício oferecido pelas mídias sociais, mas isso só se dá a partir de uma gestão qualificada das mídias realizada pelo profissional (ou profissionais) de social media”, destaca.

Rafael explica que uma das tendências que tem dado muito certo para as marcas inseridas nas redes é a criação do Buyer Persona e do Brand Personal. No caso do Buyer Persona, conhecido como comprador personificado ou a pessoa que vai usar o produto, é necessário que a marca entenda o que o cliente quer sobre a própria marca e o produto, utilizando esse lead para realizar a produção de conteúdo.

Já o Brand Persona, que é quando a marca ganha vida, gera engajamento e aproxima os valores dos clientes aos valores da marca. Como o exemplo, Rafael citou o pinguim do Ponto Frio e sua atuação no Facebook, ou a Lu, do Magazine Luiza, e a ação realizada pela marca no aplicativo do Tinder durante o Carnaval. “Criar uma Brand Persona é escrever e documentar um guia de linguagem caracterizado com tom de fala e uma voz da marca”, frisou ainda o publicitário.

“Sempre que possível apresente situações reais, evite bancos de imagem, mostre o seu produto e serviço como é de verdade. Isso dará mais trabalho, mas também mais credibilidade à marca. Priorize sempre as produções próprias. É isso que os seguidores da marca querem ver e não algo que poderão encontrar em outros tantos locais colocados da mesma maneira”, conclui.

A programação tem continuidade na noite de hoje com a palestra sobre “Jornalismo e as novas narrativas: o caso Mídias Ninja”, com a jornalista Eloisa Klein. Será às 19h30, no Salão Azul da Biblioteca Mario Osorio Marques, no campus da Unijuí.

Confira ainda o vídeo produzido pelos alunos de Produção de Vídeo l:

Semana Acadêmica da Comunicação: tire suas dúvidas

A Semana Acadêmica da Comunicação está chegando, então fique ligado no prazo das inscrições que encerram no dia 16 de agosto. As inscrições e o regulamento estão disponíveis no Portal da Unijuí.

Capa Evento

Como muitas dúvidas ainda estão chegando, selecionamos algumas e elaboramos um questionário para facilitar a tirar algumas delas.

Confira:

– Quais os dias do evento?

21 a 25 de agosto, no Salão Azul, Prédio da Biblioteca Mario Osorio Marques, do campus Ijuí.

 

– Como faço para me inscrever?

Para se inscrever o aluno deve entrar no Portal da Unijuí. No item inscrições, os alunos deverão selecionar se pretendem fazer a inscrição de dois trabalhos, realizando o pagamento de R$ 20,00 ou se farão a inscrição de quatro ou mais, sendo somado o valor de R$ 5,00 por trabalho acrescentado.

 

Lembrete: Os dois primeiros trabalhos você ganha no ato da inscrição. Só paga valor adicional a partir do terceiro trabalho.

 

 – Onde realizo o pagamento do boleto?

O pagamento do boleto deve ser realizado nos caixas da Unijuí, de qualquer campus.

 

 – Preciso passar o cartão no momento da entrada e também na saída?

Sim. É importante que o acadêmico passe o “cartão do aluno” no momento em que chegar ao evento e no momento em que sair. É por meio desse sistema que serão gerados os certificados de horas, bem como as presenças em sala no horário das disciplinas correspondentes aos dias do evento.

 

 – Como faço para receber os certificados?

O certificado de horas será gerado pela Secretaria dos Cursos e os alunos serão avisados por e-mail quando estes estiverem disponíveis. Já os certificados dos ganhadores serão enviados para os e-mails que constam nas fichas de inscrição entregues junto com os trabalhos.

 

 – Posso realizar a inscrição do trabalho e depois efetuar o pagamento?

Não. É obrigatório que o comprovante de pagamento seja entregue junto com o material que irá concorrer. No caso de estudantes de outras universidades, o comprovante deve ser enviado junto com o trabalho pelo e-mail usina@unijui.edu.br.

 

 – Até quantos trabalhos posso inscrever em cada categoria?

São permitidos inscrever até três trabalhos por categoria. No entanto, o mesmo trabalho não poderá ser inscrito em duas categorias diferentes.

 

 – Sou egresso, posso concorrer?

À exceção dos recém-formados, que possuem trabalhos produzidos entre o primeiro semestre de 2016 e agosto de 2017, só poderão se inscrever alunos devidamente matriculados nas habilitações referentes às categorias.

 

 – Trabalhos de que anos podem ser inscritos?

Os trabalhos que podem concorrer na Mostra Competitiva devem ter sido produzidos entre o primeiro semestre de 2016 e agosto de 2017.

 

Lembrete: Os trabalhos inscritos não podem ter sido vencedores em edições anteriores do Festicom.

 

 – Tenho que entregar uma ficha de inscrição para cada trabalho?

Sim. Cada trabalho deve conter uma ficha de inscrição com todas as informações preenchidas e assinadas pelo professor responsável pela disciplina em que o trabalho foi produzido.

 

 – Onde consigo acessar a Ficha de Inscrição?

A ficha de inscrição está disponível no Blog da Usina.

 

 – Posso entregar os trabalhos e as fichas de inscrição e pedir para o professor assinar no local?

Não. Porém é possível que o professor envie um e-mail atestando a natureza acadêmica do material para usina@unijui.edu.br. É importante que no e-mail conste o nome do trabalho e do autor que realizará a inscrição.

 

 – Onde e como eu devo entregar meus trabalhos para concorrer?

O trabalho deve ser entregue em pendrive na Usina de Ideias. Mas atenção, o pendrive não ficará na Usina. O trabalho será passado para as pastas específicas da categoria inscrita.

 – Preciso editar os trabalhos de áudio e vídeo para que não conste o nome dos integrantes?

Não. É pedido que apenas nos trabalhos de texto e fotos (quando constar) as assinaturas sejam retiradas.

 

Lembrete: Os arquivos de texto e foto devem ser entregues no formato PDF.

 

 – Quem recebe premiação?

O troféu é entregue apenas para o primeiro lugar de cada categoria. Ele é entregue para o acadêmico que realizou a inscrição do trabalho no evento.

 

 – Quem realiza a avaliação dos trabalhos inscritos?

O júri de cada categoria é composto por jurados profissionais de cada área: Jornalismo e Publicidade e Propaganda, convidados pela comissão organizadora do Festicom.

 

 – Quais são os critérios de avaliação?

Os critérios de avaliação são os seguintes:

  1. Adequação do trabalho em relação à modalidade em que foi inscrito
  2. A criatividade e inovação do trabalho
  3. A viabilidade e aplicabilidade do trabalho
  4. A qualidade (ética/técnica/estética) do trabalho

 

Lembrete: Os trabalhos de cada categoria serão determinados pelo júri, respeitando uma pontuação de 0 (zero) a 10 (dez). As categorias que não obtiverem trabalhos com nota acima de 6 (seis) não terá ganhadores.

 

 – Quais as categorias em que posso me inscrever?

I – Jornalismo (para alunos de Jornalismo)

  1. Produção em áudio (programa de rádio, boletim, reportagem, etc.);
  2. Produção em vídeo (telejornal, matéria, documentário, etc.);
  3. Produção em foto (foto documental, foto-reportagem, etc.);
  4. Produção em texto (notícia, reportagem, jornal-laboratório, etc.);
  5. Produção multimídia (site, blog, ação de comunicação/jornalismo, exposição, etc.).

 

II – Publicidade e Propaganda (para alunos de Publicidade e Propaganda)

  1. Campanha publicitária;
  2. Áudio publicitário (jingle, spot, etc.);
  3. Vídeo publicitário (comercial, programete, etc.);
  4. Fotografia publicitária;
  5. Publicidade gráfica (anúncio, cartaz, outdoor, folder, etc.);
  6. Publicidade em meios digitais (facebook, hotsites, etc.);
  7. Publicidade em meios alternativos (criação para banheiros, elevadores, ações, etc.).

 

IV – Produção Transdisciplinar em Comunicação (para alunos de qualquer habilitação na área de Comunicação)

  1. Comunicação digital (blog, site, portal, fotolog, fanpage, etc.);
  2. Produção de Imagem (fotografia artística ou documental, charge, caricatura, ilustração, etc.);
  3. Comunicação experimental em vídeo (documentário, videoclipe, etc.);
  4. Comunicação experimental em áudio (radionovela, programete, vinheta, etc.);
  5. Minha primeira produção* (avulso);
  6. Artigo;
  7. Texto livre (crônica, artigo de opinião, produção criativa, etc.);
  8. Plano de Comunicação.

*A categoria ‘Minha primeira produção’ é exclusivamente destinada aos alunos que ingressaram no curso de Comunicação Social em 2016, sendo excluídos os estudantes que trancaram a faculdade e retornaram nesse ano. A categoria compreende os trabalhos produzidos no primeiro e segundo semestre do curso, nos componentes curriculares comuns para todas as habilitações.

Observação I: Não deixe de ler o regulamento. Caso o trabalho não atenda as exigências previstas, será desclassificado.

Observação II: Cada aluno é responsável pela conferência do trabalho dos trabalhos antes da entrega. Trabalhos com qualquer tipo de falha serão automaticamente desclassificados. A organização do evento não se responsabiliza em avisar sobre possíveis falhas.

 

Alunos da Unijuí participam do Intercom Nacional 2017

O 40º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação será realizado, este ano, de 4 a 9 de setembro, na Universidade Positiva, no campus da Ecoville, em Curitiba-PR. No evento são debatidos assuntos relacionados às áreas de Jornalismo, Relações Públicas, Publicidade, Rádio, Televisão, Cinema, Produção Editorial e de Conteúdo para Mídias Digitais e Políticas Públicas de Comunicação, entre outros.

datas intercom

Aqui pela Unijuí foram selecionados cinco trabalhos acadêmicos. São eles:

  • Processos Jornalísticos nos Meios de Comunicação Impressos de Giruá-RS, de Laura Degliuomini Lanzarin, com orientação do professor Felipe Rigon Dorneles;
  • O dia, a Febre Amarela e o Prefeito: perspectivas teóricas para análise da demissão do jornalista Caio Barbosa, de Leonardo Andrada de Mello, com orientação do professor Felipe Rigon Dorneles;
  • Radiojornalismo e internet em emissoras de Ijuí, Rio Grande do Sul, de Valéria Foletto, Marjorie Bock e Laura Pimentel, com orientação da professora Vera Raddatz;
  • Jornalismo Pós-industrial, Participação e Esfera Pública Reflexões a partir da realidade do interior gaúcho, de Roger Alex de Almeida, com orientação de Marcio da Silva Granez;
  • Os desafios do radiojornalismo: um estudo de caso nas rádios Alto Uruguai e Sepé Tiaraju, de Évelin Lorca e Roger Almeida, com orientação da professora Vera Raddatz.

Para a acadêmica de jornalismo Valéria Foletto o Intercom “é uma experiência válida para discutir determinados assuntos e sobre os rumos da comunicação. Cada mesa, debate ou oficina contribui de uma maneira única para novos conhecimentos”.

O acadêmico de Publicidade e Propaganda Leonardo Mello, frisa que “receber a notícia do aceito foi muito bom, pois é um artigo sobre teoria do jornalismo, e sendo eu acadêmico de publicidade, achei bem desafiante escrevê-lo. Acho muito importante participar de eventos como o Intercom, pois nos colocam em contato com o que esta sendo produzido no resto do país (neste caso por ser nacional) e permite troca com pessoas que estão discutindo assuntos na nossa área”. Ele conclui dizendo que está bastante ansioso e espera dar conta das discussões que propôs no trabalho.

Desejamos sorte aos nossos acadêmicos na defesa de seus trabalhos. Para saber mais sobre o Intercom Nacional, basta acessar o link.

Semana Acadêmica da Comunicação acontece de 21 a 25 de agosto

A Semana Acadêmica da Comunicação é um evento realizado pelos cursos de Comunicação Social hab. Publicidade e Propaganda e Jornalismo, pela Usina de Ideias e Diretório Acadêmico – DACOM, com apoio da UNIJUÍ. O evento tem como objetivo integrar os alunos e professores dos cursos, promover a troca de experiências e conhecimento entre profissionais atuantes no mercado e acadêmicos de cada área da Comunicação, colocar em prática a teoria aprendida em sala de aula, estimular a produção de trabalhos com qualidade e criatividade, além de divulgar os trabalhos vencedores da Mostra Acadêmica do Festival de Comunicação – Festicom, abrindo caminho aos futuros profissionais da área de Comunicação. O evento acontece de 21 a 25 de agosto de 2017, no Salão Azul do campus Ijuí.

Capa Evento

A inscrição na Semana Acadêmica é aberta para acadêmicos da Unijuí e de outras instituições de ensino, bem como egressos, profissionais da área e interessados nas temáticas debatidas durante a semana. O valor da inscrição é de R$ 20,00 para estudantes da Unijuí, que dá o direito de inscrever dois trabalhos no Festicom. Para quem desejar inscrever mais, acrescenta R$ 5,00 a cada trabalho inscrito. O valor para egressos da universidade e estudantes de Comunicação Social de outras instituições é de R$ 20,00 com acréscimo de R$ 5,00 por trabalho inscrito. Já para o público externo, o valor é de R$ 15,00 por noite. As inscrições podem ser feitas no Portal da Unijuí.

A primeira noite de evento, 21 de agosto, terá como tema “Gestão em mídias sociais: planejamento, organização e execução de planos de comunicação para redes sociais”, com Rafael Meinecke, publicitário na empresa Fabulosa Ideia. A noite do dia 22 de agosto, será sobre “Jornalismo e as novas narrativas: o caso Mídia Ninja”, com Eloísa Klein, jornalista, professora e idealizadora do Mídia Ninja no Rio Grande do Norte. Já a terceira noite, 23 de agosto, será de oficinas com o “Workshop: Criação de marca e portfólios”, com Tiago Oliveira, designer e diretor de criação na empresa GH Branding e Gustavo Hansel, designer, empreendedor e CEO da Gh Branding e ainda “Mesa Redonda: Jornalismo Esportivo no Interior”, com a jornalista Maria Angélica Varaschini, o jornalista Thomás Silvestre e o radialista Alex Frantz.

O dia 24 de agosto, quinta-feira, será uma noite comemorativa aos 20 anos da Agência Experimental Usina de Ideias, com apresentação do vídeo institucional produzido pelos alunos, bem como uma palestra sobre “Vinte anos de Usina de Ideias: desafio e importância do exercício da Comunicação Integrada”, com Aline de Mattos, publicitária na Coopermil e “Mesa redonda com egressos e ex-estagiários da Agência Experimental Usina de Ideias”. E encerrando a semana, na sexta-feira, 25 de agosto, acontece a premiação dos trabalhos vencedores do Festicom.

 

Festicom

Para participar da Mostra Competitiva, os alunos devem estar matriculados no curso de Comunicação Social hab. Publicidade e Propaganda ou Jornalismo, da UNIJUÍ ou demais cursos de Comunicação de outras instituições de ensino superior. Também serão aceitas participações de outras modalidades de curso da grande área da Comunicação Social, como Cinema, Rádio e TV, Editoração, etc. Serão aceitos trabalhos de egressos que colaram grau no ano de 2016. Só podem ser inscritos trabalhos desenvolvidos em atividades curriculares e/ou disciplinas da instituição de ensino. Desta forma, podem ser inscritos trabalhos desenvolvidos entre o 1º semestre de 2016 e agosto de 2017, desde que as produções não tenham sido premiadas em outra edição do Festicom.

As inscrições dos trabalhos devem ser realizadas na Usina de Ideias, junto ao campus de Ijuí, até o dia 16 de agosto podendo serem feitas das 13h30 às 17h15 e das 19h às 22h15. Os trabalhos devem ser entregues em pendrive. É necessário também entregar uma defesa em arquivo de Word resumindo, em dez linhas, a produção do trabalho inscrito; a ficha de inscrição impressa de todos os trabalhos a serem inscritos; e o comprovante de pagamento, pois a inscrição só será valida com o mesmo. Alunos de outras instituições de Ensino Superior devem enviar seus trabalhos e uma foto do comprovante de inscrição para o email usina@unijui.edu.br ou usinadeideiascom@gmail.com.

As categorias, bem como o regulamento completo, a ficha de inscrição e a programação da Semana Acadêmica está disponível no Portal da Unijuí. Você também poderá fazer o download dos mesmos clicando nos links abaixo:

 

Ficha de Inscrição Festicom 2017

Regulamento 2017

PROGRAMAÇÃO SEMANA ACADÊMICA DE JORNALISMO E PUBLICIDADE E PROPAGANDA 2017

Documentário produzido por acadêmico da Unijuí conta a história do programa de rádio mais antigo de São Luiz Gonzaga

Na quarta-feira (26), no salão da 32ª Coordenadoria Regional de Educação, foi apresentado o vídeodocumentário “Galpão de Estância”. A produção foi o Trabalho de Conclusão de Curso do acadêmico de Jornalismo da UNIJUÍ Kelvin Morais.

Acompanhado por um público que lotou a sala de apresentações da CRE, o acadêmico, auxiliado por seu orientador, professor Celestino Perin, fez uma breve introdução dos motivos que o levaram a produzir o documentário, que conta a história de um dos programas mais antigos de seu gênero, lançado no ano de 1950 e que projetou a carreira de ícones como Jayme Caetano Braun.

Exibição pública atraiu dezenas de pessoas da comunidade. Foto Larissa DornelesPrefeitura de SLG

Público durante explanação do professor Celestino e Kelvin. Foto: Genaro Caetano/Rádio São Luiz

Mesclando cenas atuais com imagens que remontam ao início do programa, com depoimentos e muita música, o vídeo conta passo a passo a trajetória deste que se tornou um espaço para jovens e adultos mostrarem seu talento. Apresentado todo domingo, das 11h às 12h30min, o programa Galpão de Estância hoje é comandado pelo radialista Alcides Figueiredo, que também estava entre o público que assistiu e aplaudiu de pé ao final da apresentação.

Para aqueles que desejarem conferir o vídeo, o mesmo estará disponível em breve no You Tube.

Público durante explanação do professor Celestino e Kelvin. Foto Genaro CaetanoRádio São Luiz

Exibição pública atraiu dezenas de pessoas da comunidade. Foto: Larissa Dorneles/Prefeitura de SLG

*Texto: Genaro Caetano – Jornalista/Rádio São Luiz

 

Inscrições para o 28º Curso Estado de Jornalismo encerram na segunda-feira

Focas

Estão abertas as inscrições para o 28º Programa Estado de Jornalismo – Focas. Podem se inscrever alunos formados em Jornalismo nos anos de 2015 e 2016 ou ainda os que estão cursando o último semestre da faculdade neste ano de 2017. As inscrições são gratuitas e vão até o dia 31 de julho e podem ser feitas pelo link. O curso ocorre de 11 de setembro a 8 de dezembro.

Na primeira etapa, os candidatos enviam os seus currículos e fazem uma prova online sobre conhecimentos gerais, português e inglês. É exigido que o nível do idioma inglês seja avançado/fluente. A segunda fase, com até 90 selecionados, é presencial e será realizada dos dias 22 a 25 de agosto, na sede do Estadão, em São Paulo.

Os aprovados para a segunda etapa vão ter um dia de atividades no jornal. Na parte da manhã, fazem prova de conhecimentos gerais e português, e escrevem uma reportagem. No intervalo após o almoço, vão conhecer a redação e outras áreas do Grupo Estado. E, à tarde, participam de um processo de entrevista.

Além das atividades, os alunos passam por diversas editorias do jornal e têm a oportunidade de escrever notícias para o impresso e para portal. O produto final do curso é um suplemento especial multimídia, com tema escolhido pela turma, que é publicado no Portal Estadão.

 

Fonte: Adaptação Estadão