Acadêmicos podem se inscrever 59º Prêmio ARI de Jornalismo

59º Prêmio ARI de Jornalismo está com inscrições abertas

O 59º Prêmio ARI de Jornalismo está com inscrições abertas até sexta-feira, 24 de novembro. Os inscritos podem concorrer nas categorias Jornalismo Impresso, Radiojornalismo, Telejornalismo, Webjornalismo, Reportagem Cultural e Universitária. Independentemente da categoria em que o inscrito estiver concorrendo, a direção da ARI atribui o Prêmio Antônio Gonzalez – Contribuição Especial à Comunicação Social – a profissionais, veículos de comunicação ou instituições, em atividades no Estado. O material inscrito deve ser referente ao período que vai de 1º de novembro de 2016 e 31 de outubro deste ano. O primeiro lugar receberá R$ 1 mil e um troféu em bronze, obra do artista plástico Waldomiro Motta, além ainda de um diploma oferecido pela entidade patrocinadora. Em todas as categorias, haverá também uma distinção de Menção Honrosa para os demais finalistas.

A categoria Universitária é aberta aos acadêmicos de jornalismo, matriculados nos cursos de graduação em jornalismo do Rio Grande do Sul que adquirirem a carteira social da ARI no valor de R$ 20, na sede da entidade. Os trabalhos devem ser publicados em veículos universitários: na mídia impressa, reportagens e fotografia sobre tema livre; na mídia eletrônica, reportagens para rádio, TV e web. Esta categoria exige o “upload”, na inscrição, do comprovante de matrícula, a fim de comprovação como acadêmico. O certificado de participação só será concedido aos acadêmicos listados como autores na ficha de inscrição.

Sobre o Prêmio

O Prêmio ARI de Jornalismo foi criado 1958, desde então, é realizado com o objetivo de estimular o trabalho dos profissionais gaúchos nas áreas de jornalismo impresso radiojornalismo, telejornalismo, webjornalismo e os universitários. Em comemoração aos 80 anos da ARI, no ano de 2015 a categoria Jornalismo Universitário foi criada. Desde 2016, a premiação abriu espaço para a participação de profissionais não sócios, mediante pagamento de uma taxa de inscrição especial, permitindo que concorram trabalhos de jornalistas profissionais freelancers.

O Prêmio é realizado pela ARI (Associação Riograndense de Imprensa), conta com o patrocínio do Banco do Estado do Rio Grande do Sul – Banrisul e o Governo do Estado do Rio Grande do Sul e o apoio do Sindijore RS (Sindicato das Empresas Proprietárias de Jornais e Revistas no Estado do Rio Grande do Sul) e o Sindiradio (Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão no Estado do Rio Grande do Sul).

Não deixe de baixar o regulamento: regulamento

Anúncios

A Black Friday vem aí

Coluna JM 15-11-17O mês de novembro está aí e com ele a Black Friday, uma das promoções mais esperadas do ano. Criada nos Estados Unidos pelo varejo, o termo Black Fridayé denominado à 4ª sexta-feira de novembro. É uma ação de vendas para limpar o estoque e os descontos chegam até 70%. Neste ano a Black Friday acontece em 24 de novembro e segundo pesquisa realizada pelo Google Brasil, as vendas devem aumentar 20%.

A Black Friday vem com promoções para encher os olhos dos consumidores, a intenção desse evento é acabar com os estoques para os novos entrarem. Uma ótima oportunidade de trocar aquela geladeira velha ou aquele ferro de passar que não passa mais. Em São Paulo, o Procon, órgão de defesa do consumidor, fez uma lista de dicas para não ocorrer problemas na hora e/ou depois das compras.

  • Planejamento – fazer uma lista dos produtos que precisa e estipule um limite de gasto.
  • Verificar se o site é brasileiro – compras em sites internacionais estão sujeitas a custos não esperados.
  • Verificar a reputação do fornecedor – alguns sites conhecidos colocam preços de vários fornecedores e condições diferentes para um mesmo produto.
  • Devolução – consumidor tem sete dias após a compra/entrega para desistir e cancelar a compra, devolver o produto e pedir o dinheiro de volta, se ela foi realizada à distância, verifique a política de troca da empresa.
  • Consulte sempre a página oficial da loja – cuidado ao clicar em links e ofertas recebidas por e-mail ou redes sociais.

O professor de Ciências Econômicas do Departamento das Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação (DACEC), Argemiro Luís Brum, dá dicas de como não cair em uma fraude.

  • Levantamento dos preços – é importante pesquisar os preços uma semana antes, depois um ou dois dias antes do evento. Isso vai garantir que você tenha certeza se aquele valor é realmente uma promoção.
  • Lojas participantes – identificar quais as empresas que irão realizar a promoção, a fim de que o levantamento de preços anterior seja feito nestas mesmas empresas.

 

Artigo baseado em dados da Exame e Procon SP

Cursos para aumentar seu amor por Cinema

Cursos para aumentar seu amor por CinemaO cinema é um lugar mágico. Nele é possível contar e viver inúmeras histórias. Ele te possibilita sonhar. Você também é apaixonado por cinema? Gostaria de saber mais sobre esse mundo mágico? Separamos algumas dicas de cursos de cinema online e gratuitos. Confere aí:

Learn Cafe

O site Learn Cafe é um ótimo lugar para quem curte cinema. Conta com variados cursos como a “Análise do campo cinematográfico brasileiro sob a perspectiva industrial”, “Violência e feminismo no cinema contemporâneo” e “Cinema, documentário e memória” são alguns dos cursos disponíveis. Eles são gratuitos, possuem conteúdo programático e videoaulas divididas em módulos.

Pixar in a Box

Os personagens da Pixar sempre estiveram presentes em nossa infância, que tal um curso sobre animação, modelagem de personagens e ambiente, além de outras técnicas baseadas no estilo Pixar? Em parceria com a Khan Academy, a Pixar está oferecendo este curso grátis.

Cinema e Teatro

A história do cinema, seus efeitos visuais e como a tecnologia transforma os filmes em realidade, é o que consta nesse curso.

Cursos em Inglês

A Experiência de Cinema – MIT

Esses vídeos te deixaram sabendo tudo sobre a evolução do cinema, abordando o início do cinema, filmes mudos, os anos 70 e o neorrealismo.

Filosofia no Cinema e Outras Mídias – MIT

O professor e filósofo Peter Singer gravou quatro aulas trazendo discussões sobre vários temas e teorias dos filmes, analisando a qualidade artística do cinema.

Filmes Western: Mito e Ideologia de Gênero – Universidade Wesleyan

Os filmes mais emblemáticos da história americana: o western (faroeste) foi analisado pelo professor Richard Slotkin. Ele lançou uma série de aulas em áudio que analisa o desenvolvimento desses filmes, o contexto cultural e histórico e comenta mais de 20 produções.

Holocausto em Cinema e Literatura – Universidade de Califórnia

O professor Todd Presner, através de filmes e livros, tenta entender os horrores do Holocausto.

Introdução ao Pensamento Visual – Universidade de Berkeley

Consiste em uma série de videoaulas sobre os primeiros passos para a concepção do “pensamento visual”, fotografia e outros conceitos necessários para entender a estrutura do cinema.

Introdução aos Estudos Visuais – Universidade Estadual da Pensilvânia

Na série de vídeos disponível no iTunes, o curso é uma introdução aos movimentos e gêneros artísticos, influências culturais, artistas e seus trabalhos. O objetivo principal é explorar a criatividade e entender as técnicas de estúdios artísticos.

Adaptado de Revista Galileu

Colóquio da TV OVO será nesta sexta

Cartaz Narrativas Novembro_2017-1

Nesta sexta-feira, dia 17, será realizado o Colóquio Produção audiovisual em série, com realização em sequência (sexta e sábado) do workshop Criação de webséries. Eles integram o projeto Narrativas em Movimento, que tem financiamento da Lei de Incentivo à Cultura de Santa Maria. Os debates realizados surgem a partir da reflexão do papel da Lei da TV Paga e o avanço das plataformas de streaming (dispositivos para a produção descentralizada e para a comercialização de audiovisuais).

O Colóquio propõe um debate com Ana Luiza Azevedo, diretora, roteirista, produtora executiva e integrante da Casa de Cinema de Porto Alegre, e com Leonardo Garcia, roteirista, produtor, sócio da Coelho Voador e um dos idealizadores do Frapa (Festival de Roteiro Audiovisual de Porto Alegre).

O colóquio, realizado em parceria com o curso de Jornalismo da Unifra e apoio do Fórum Arte, Cinema e Audiovisual, começa às 19h, no Salão de Atos de Conjunto I da Unifra, Prédio I (4° andar), entrada pela Rua Silva Jardim 1614.  A entrada é gratuita e a pré-inscrição (para a emissão de certificado) pode ser realizada até o dia 16 de novembro.

O workshop de Criação de webséries com Leonardo Garcia será das 9h30 às 12h e das 14h às 17h30, na sede da TV OVO.  A atividade abordará gêneros e formatos, construção de personagens, conflitos, tom e ritmo para propostas seriadas. A inscrição para o worshop  pode ser feita até o dia 16 de novembro e possui uma taxa de R$60,00 inteira e R$30,00 meia, que deve ser paga na sede da TV OVO, rua Floriano Peixoto, 267, das 14h30min às 18h ou com um dos integrantes. A vaga será confirmada mediante o pagamento.

Curso grátis de Inbound Marketing

Curso grátis de Inbound Marketing

Gosta de marketing? A Universad Rock Content possui um curso de Inbound Marketing, ou seja, criar uma estratégia de marketing que busca atrair o interesse das pessoas. Também é conhecido como marketing de atração e possui três grandes pilares: SEO, Marketing de Conteúdo e Estratégia em Redes Sociais, mas não há limites para se fazer Inbound.

No curso você aprenderá os conceitos fundamentais, a estrutura do Inbound Marketing, irá aprofundar conhecimentos sobre a atração de pessoas, a conversão e a nutrição delas. Também aprenderá sobre a vendarketing, o encantamento e a Análise de Resultados.

O Co-fundador da Rock Content Fabiano Cancela, será o instrutor do curso. Cancela já participou de vários projetos de criação da área de Customer Success, o início da Comunidade de Freelancers. Hoje trabalha no Time de Sucesso do Cliente, ajudando analistas, gerentes e diretoria a transformarem números em inteligência e dados em ações para ajudar os clientes.

O curso é gratuito e não possui data para terminar, a Universad Rock Content possui outros cursos sobre Marketing que também são gratuitos. Acesse o site da Rock Content para saber mais.

Turmas de Jornalismo lançam Projeto Caminhos do Rincão

caminhos do rincãoNa manhã desta terça-feira, 7 de novembro, o projeto “Caminhos do Rincão” foi lançado com a postagem da primeira matéria produzida pelos alunos participantes das disciplinas da ênfase em Multimídia de Jornalismo. Desenvolvido pelos acadêmicos dos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda da Unijuí e orientado pelas professoras Lara Nasi e Vera Lucia Spacil Raddatz, o projeto tem por objetivo a valorização das atividades e da vida rural, mostrando as dificuldades que os trabalhadores rurais enfrentam, além de buscar estabelecer uma conexão com os diversos segmentos que compreendem a cadeia econômica agrícola e sua representatividade para a economia regional.

Os estudantes estão visitando as propriedades da região para conhecer a realidade e depois contar as histórias desses trabalhadores por meio da produção de conteúdo em texto, foto e vídeo. A proposta é evidenciar a cultura do campo em plataformas digitais e impressas, explorando a beleza dos cenários e da natureza e compondo outras imagens e cenas do quotidiano, a partir das vozes que constroem o dia a dia desses lugares. Desse modo, espera-se conhecer melhor a região em que vivemos.

A primeira matéria do projeto tem como tema “A atividade leiteira: da produção em alta à valorização em baixa”, produzida pela aluna de Jornalismo Juliana Andretta. O projeto possui também a série denominada “De onde vem”, que consiste em demonstrar por meio de GIFs o processo pelo qual passam os produtos encontrados durante a apuração das matérias, desde sua origem até o consumidor.

Para conferir essas produções acesse a página do Caminhos do Rincão no Facebook e o site.

O DACOM precisa de você

O-Diretório-Acadêmico-precisa-de-vocêNo final de novembro, abrirá o edital para as eleições dos Diretórios Acadêmicos da Universidade. Segundo o secretário do Diretório Acadêmico Central Pra Mudar Unijuí, Mateus Soares, como nos outros anos não houve procura para eleição de um Diretório Acadêmico da Comunicação (DACOM), o edital para os cursos da COM seria ofertado no próximo ano, “para que o pessoal consiga se organizar em chapas e concorrer e também para que as eleições não caiam em semana de prova, no entanto, como esse ano houve procura dos próprios alunos da comunicação para um novo Diretório Acadêmico, as eleições serão feitas no final de novembro”.

O edital ainda não foi lançado, entretanto, Mateus adiantou algumas das regras solicitadas pelo DCE: é preciso inscrever seis membros sendo: o Presidente, o Vice-Presidente, um Secretário e um Vice-Secretário, um Tesoureiro e um Vice-Tesoureiro, e são permitidos mais seis colaboradores que não precisam necessariamente ter um cargo, mas que ajudem na gestão. “Após o término das inscrições das chapas é feita a homologação para ver se os documentos estão certos, então é solicitada a identidade, CPF, cartão de estudante e comprovante de matrícula. Caso tiver mais de uma chapa, ocorre a eleição com urna itinerante que passa nas salas. É feita a contagem de votos e anunciada a chapa vencedora”, explica.

Função do Diretório Acadêmico

O Diretório Acadêmico é responsável pela representação dos estudantes perante à Universidade. Além disso, o diretório participa do conselho de DCA e DA que é uma instância dentro do DCE que debate os problemas menos graves da instituição, responsável por pequenas, mas importantes medidas da representação estudantil. O diretório também é responsável por conseguir a liberação do FAE (Fundo de Atividades Estudantis). Para a liberação desse Fundo é preciso à assinatura dos integrantes do diretório acadêmico. Todo ano o valor do FAE é renovado e neste ano o valor para os cursos da comunicação é de R$1.391,00, sendo que para 2018 existe a previsão de aumento em 20%.

O publicitário Fábio da Costa Petry, presidente do DACOM na gestão de 2009/2010, comenta sobre esta experiência: “A responsabilidade e a possibilidade de executar ações mais concretas, com resultados em curto prazo, me trouxeram a certeza que para fazer a diferença basta querer. Na parte pessoal, penso que todos da gestão que participei tiraram algum proveito. Das risadas aos desentendimentos, aprendemos “na marra” como era trabalhar em equipe, como era confiar no próximo, como nos organizar como entidade. Essas características estão presentes em cada um dos colegas, mesmo que tenhamos traçando caminhos diferentes”.

Para Petry, a ação mais significativa foi a “DIGA NÃO A EXTINÇÃO – Proteja os animais da Comunicação”, que mobilizou a maior parte dos alunos de Comunicação Social em prol de algumas reivindicações como: computadores de baixo rendimento, a liberação de acesso a sites de redes sociais e bancos para o prédio da comunicação que não existiam. Também houve participações junto ao colegiado para facilitar o acesso do FAE que facilitava a organização de eventos e viagens dos acadêmicos.

O Diretório Acadêmico, segundo Fábio, é a ponte entre os interesses dos alunos com a universidade, responsável em organizar atividades que proporcionem a melhoria da qualidade do ensino superior, além de realizar ou auxiliar em todas as confraternizações. No caso de um Diretório Acadêmico de Comunicação essas atribuições devem servir como um guia, mas não como limitador. “Acadêmicos de Comunicação Social devem ser inquietos e questionadores, devem ser elementos de transformação pessoal e comunitária, com isso as atribuições do DACOM devem ir até onde for necessário para atingir o melhor bem comum possível”, afirma.

Ficou interessado em montar uma chapa para o Diretório Acadêmico da Comunicação? Para mais informações acesse a página do DCE no facebook.