Festicom 2018: oportunidade para valorizar seu portfólio

 

Premiação Festicom 2017

Premiação do Festicom 2017

O 2º semestre está chegando, e com ele o nosso Festival de Comunicação (Festicom 2018). Este ano, a programação será dividida em dois dias.  No dia 15 de agosto (quarta-feira) acontecem oficinas práticas ministradas por profissionais das áreas que estão atuando no mercado. O objetivo é trazer para a sala de aula a vivência do mercado de trabalho, compartilhando com os acadêmicos conhecimentos e o que eles devem esperar ao sair da faculdade. Já no dia 16 (quinta-feira), acontece uma troca de experiência com um case de sucesso em comunicação diferenciada e independente e, em seguida, as premiações dos trabalhos inscritos pelos acadêmicos no Festicom.

O Festicom é um evento dos Cursos de Publicidade e Propaganda e Jornalismo, e uma excelente oportunidade para os acadêmicos mostrarem o que vêm desenvolvendo ao longo da graduação. Podem ser inscritos trabalhos desenvolvidos entre o primeiro semestre de 2017 e julho de 2018, desde que as produções não tenham sido premiadas em uma edição anterior do festival.

Para o acadêmico do 5º semestre de Publicidade e Propaganda, Pedro Person, premiado no Festicom 2017, é satisfatório ganhar e ver que os trabalhos são reconhecidos, o que incentiva o aluno a concorrer novamente. “É um momento bem legal de socializar os trabalhos e compartilhar as ideias. Ao mesmo tempo, participar e concorrer nas categorias é uma forma de perceber como está o seu trabalho em meio aos outros, até porque cada pessoa possui uma forma de criar, de analisar as informações e transformar isso em um trabalho. Participando do Festicom você consegue ter uma noção de o que está dando certo no seu trabalho, o que poderia ter sido feito diferente, o que pode ser aprimorado. É um momento de absorver referências e ao mesmo tempo, talvez, ser referência para outras pessoas”, comenta.

A formanda de Jornalismo, Valéria Foletto, reitera a importância do Festicom para o acadêmico, uma vez que valoriza os trabalhos produzidos em aula, pois “é uma forma de você, cada vez mais, tentar fazer o seu melhor nas disciplinas de áudio, foto e vídeo, por exemplo. E o curso promovendo esse evento valoriza estas produções, os alunos tendo a chance de concorrer conseguem avaliar os próprios trabalhos e o curso”.

Ainda não está convencido em participar? Então aproveita essa vantagem incrível: ao se inscrever para participar do evento, cada acadêmico tem direito de inscrever dois trabalhos. Porém, não é obrigatório concorrer apenas com dois trabalhos. Para quem tiver interesse, basta selecionar na hora da inscrição o número de trabalhos que gostaria de inscrever. A escolha das categorias correspondentes deve acontecer na hora da entrega dos trabalhos. Então, não perca tempo!

Ah, não esqueça de preparar uma defesa para o seu trabalho que irá concorrer, é muito importante explicar e convencer os jurados do porque a produção merece ser a ganhadora. Isso não vale apenas para a graduação, mas para a carreira! Então aproveita esse restinho de férias, separe o material, prepare sua defesa e aguarde. Em breve o Blog da Usina estará divulgando mais informações. Fique ligado!

 Por Daniella Koslowski, acadêmica de Jornalismo.

Anúncios

Usina Indica: e-books gratuitos para curtir as férias

tea-time-3240766_1920.jpg

As férias estão só começando e nada melhor que ler um bom livro para passar o tempo, relaxar e ainda adquirir conhecimento, não é mesmo? Mas é metade do mês e o dinheiro já foi embora? É por esse motivo que a galera da Usina se reuniu e selecionou alguns livros para indicar para você aproveitar esse friozinho de forma qualificada. Fizemos uma lista de E-Books gratuitos para agradar a todos, Jornalistas e Publicitários.

Confere a lista e boa leitura:

Bilionarios-Por-Acaso-A-Criação-Do-Facebook

 

Bilionários Por Acaso – A Criação Do Facebook

do autor Ben Mezrich

O livro que originou o filme a Rede Social, conta a história de como dois estudantes desenturmados de Harvard, que tentavam aumentar suas chances com o sexo oposto, criaram o site de relacionamento que se tornou uma das mais poderosas empresas do mundo, o FACEBOOK.

 

Briga-de-Cachorro-Grande

 

Briga de Cachorro Grande

do autor Fred Vogelstein

No começo dos anos 2000, quando o envio de SMS pelo celular ainda era novidade, dezenas de empresas disputavam o mercado de dispositivos móveis. Hoje, apesar da variedade de smartphones, tablets e aplicativos, dois nomes dominam a cena – Apple e Google – que agora ameaçam eliminar uma à outra. Na era de Androids e iPhones, as duas companhias estão em confronto não só no mercado, mas também nos tribunais e nas telas de todo o mundo.

Marketing-3-Philip-Kotler

 

Marketing 3.0

do autor Philip Kotler

O novo modelo de Marketing, o 3.0, trata os consumidores não como meros clientes, mas como os seres complexos e multifacetados. Estes, por sua vez, estão escolhendo produtos e serviços que satisfaçam suas necessidades de participação, criatividade, comunidade e idealismo. Neste livro, Philip Kotler mostra porque o futuro do marketing está em criar produtos, serviços e empresas que inspirem, incluam e reflitam os valores de seus consumidores-alvo.

 

Storytelling-Historias-que-deixam-marcas-Adilson-Xavier-em-Pdf-ePub-e-Mobi-ou-ler-online-370x548

Storytelling: Histórias que deixam marcas

do autor Adilson Xavier

O que a Apple, a Disney, a Coca-Cola, a Ford, as Havaianas e a Nike têm em comum? Há uma série de fatores que tornam essas poderosas e bilionárias marcas as líderes de mercado que são. No entanto, ser excelentes contadoras de histórias é a semelhança fundamental que as une como marcas influentes a nível global, e é desse assunto que a obra trata. Em seu novo livro, Adilson Xavier examina com riqueza de detalhes e exemplos a capacidade que essas e outras empresas têm de mexer com a percepção de consumidores mundo afora através de histórias detalhadamente construídas.

Storytelling-Como-contar-historias-sobre-marcas-que-no-tm-uma-boa-histria-para-contar

 

Storytelling: Como contar histórias sobre marcas que não têm uma boa história para contar

do autor Umehara Parente

Este livro aborda desafios, estratégias, casos e soluções adotadas por empresas de sucesso, que têm as pessoas como peça central em suas histórias. Nele, são apresentados os caminhos a serem seguidos para se contar boas histórias sobre marcas, mesmo sobre aquelas marcas que não têm boas histórias para contar.

 

Spotlight-Segredos-Revelados-The-Boston-Globe

 

Spotlight – Segredos Revelados

do The Boston Globe

Spolight Segredos revelados conta como um grupo de jornalistas descobriu os abusos sexuais realizados por padres e acobertados pela igreja Católica. Em janeiro de 2002, o jornal The Boston Globe publicou uma série de reportagens que chocou o mundo. Centenas de crianças em Boston foram molestadas sexualmente por padres – certos de sua impunidade, eles agiam com o aval das autoridades religiosas, que acobertaram seus crimes por décadas.

O-Espiao-de-Hitler-John-Humphries

 

O Espião de Hitler

do autor John Humphries

Neste livro, o escritor e jornalista John Humphries usa sua consagrada habilidade jornalística para criar um thriller que investiga documentos do passado e elucida um dos mistérios pendentes da última guerra mundial. Ele mostra que, de fato, agentes galeses se infiltraram na inteligência militar alemã e tiveram participação crucial no transcorrer do conflito, porém, não do lado que todos pensavam.

 

Tempo-de-reportagem

Tempo de reportagem

do autor Audálio Dantas

Neste livro, o autor faz uma reflexão sobre os bastidores da apuração dos fatos e sobre os desafios de transformar vida em texto jornalístico – suas escolhas, seus erros, suas dúvidas. Audálio conta, por exemplo, como encontrou Carolina Maria de Jesus na favela paulistana do Canindé e como, ao voltar para a redação, declarou ao chefe que ela já tinha, pronta, a reportagem que fora buscar. Carolina se tornaria, logo depois, a primeira favelada brasileira a escrever e a publicar uma obra literária.

 

O-Silencio-contra-Muamar-KadafiO Silêncio contra Muamar Kadafi

do autor Andrei Netto

Em 10 de março de 2011, familiares, amigos e colegas suspiraram aliviados após vários dias sem notícias do jornalista Andrei Netto no interior da Líbia, então conflagrada pela revolução. O repórter do jornal O Estado de São Paulo acabava de ser entregue pelas autoridades do claudicante regime líbio aos cuidados do embaixador brasileiro em Trípoli, de onde retornou a sua casa em Paris. Netto, na companhia de um jornalista iraquiano do Guardian, havia sido sequestrado no início do mês por militantes kadafistas na pequena cidade de Sabratha, no oeste do país, e levado para uma prisão secreta nos arredores de Trípoli. A detenção lhe rendeu oito dias de isolamento e deflagrou uma campanha internacional por sua libertação, felizmente bem-sucedida. Neste livro, o jornalista relata suas experiências humanas e profissionais no país, incluindo diversas entrevistas com vítimas e combatentes.

 

Sangue-e-Champanhe-Alex-Kershaw-em-Pdf-ePub-e-Mobi-ou-ler-online

 

 

Sangue e Champanhe

do autor Alex Kershaw

O livro reconstrói a vida e a época de Robert Capa, o mais famoso fotojornalista do século XX. Capa teve suas fotos mais emblemáticas publicadas nas principais revistas do mundo, fundou a legendária agência Magnum e foi o primeiro a conferir à própria profissão uma aura de glamour e fama.

 

 

Assalto-ao-Poder

 

Assalto ao Poder

do autor Carlos Amorim

O jornalista Carlos Amorim mostra como o Comando Vermelho e PCC – A irmandade do crime, as duas maiores organizações criminosas do país, e outros grupos estão conseguindo se infiltrar nas instituições democráticas. Como corrompem os sistemas executivo e judiciário, ao comprar polícias e governos.

 

 

A-Batalha-Pela-Alma-Dos-BeatlesA Batalha Pela Alma Dos Beatles

do autor Peter Doggett

Quarenta anos depois, o jornalista Peter Doggett percorre e documenta a história pessoal e corporativa dos Beatles, desde as alturas de 1967, passando pelo implacável declínio dos meses finais, até os infindáveis desdobramentos posteriores, as batalhas das famílias de Lennon e McCartney, os conflitos existenciais de George Harrison, os esforços de Ringo Starr contra o alcoolismo, as relações mutáveis entre os quatro ao lutarem para afirmar suas identidades fora dos Beatles.

 

Resumos adaptados de Le Livros – Giuli Ana Izolan, acadêmica de Jornalismo.

Facebook testa opção de realidade aumentada

WhatsApp Image 2018-07-13 at 16.22.30

Créditos: Facebook

O Facebook trouxe para o público uma novidade com foco na publicidade. A realidade aumentada ou 3D, fará parte dos anúncios publicitários da rede social, buscando oferecer serviços de venda aos usuários. Atualmente no Instagram, já existe a opção Aba Shopping que permite adicionar etiquetas de preços a produtos em posts.

Uma matéria publicada no site do Facebook para Empresas, cita que as empresas do mundo todo estão utilizando esta tecnologia. “Agora, com a introdução de anúncios de realidade aumentada no Feed de notícias do Facebook, as pessoas podem experimentar os efeitos da câmera RA da sua marca em apenas um clique do seu anúncio. E ao incorporar calls-to-action dentro da experiência da câmera, as pessoas podem ir de maneira simples, engajando-se com o seu produto – como experimentar um tom de batom ou explorar um novo jogo – para fazer uma compra ou instalar um aplicativo”, explica o post.

A primeira marca a participar da experiência nos Estados Unidos foi a Michael Kors, permitindo que usuários experimentassem os óculos usando os filtros. Para “provar” o produto, a ideia se assemelha aos filtros do Snapchat e Instagram. Dessa forma, os usuários poderão utilizar a plataforma antes de decidirem comprar.

Saiba mais sobre como anunciar no Facebook.

Por Daniella Koslowski, acadêmica de Jornalismo.

Unesco lança proposta para fotógrafos

adult-adventure-backpacker-935791

Créditos: Pexels

Fotógrafos profissionais de qualquer lugar do mundo podem enviar seus trabalhos fotográficos para participar de uma seleção da Organização das Nações Unidas (Unesco) para a Educação, a Ciência e a Cultura. Para isso, buscam-se fotógrafos criativos, com originalidade e valor artístico. O tema é ilustrar situações do cotidiano dos jornalistas, como:

  • Jornalistas locais e/ou internacionais trabalhando em investigações de casos de corrupção ou de delitos políticos;
  • Participando em julgamentos ou coletivas de imprensa, manifestações, ou grandes eventos públicos;
  • Apresentando dinâmicas de gênero no jornalismo;
  • Ilustrando ameaças representadas pelo assédio na Internet;
  • Trabalhando nos meios digitais de jornalismo;
  • Mostrando o cotidiano profissional;
  • Representando as cenas das redações dos jornais ou de estúdio de televisão/rádio;
  • Além disso, áreas de interesse particular, incluem: jornalistas em situação de embate com policiais ou militares, jornalistas realizando cobertura de em uma zona de conflito, jornalistas em veículos protegidos ou em frente às casas de mídia com proteção ou qualquer outro caso em que jornalistas estejam trabalhando em situações desafiadoras;
  • As fotos selecionadas pela Unesco irão incluir uma representação balanceada dos dois sexos.

As amostras de fotografias precisam conter: 12 fotos (máximo), fotos coloridas, resolução mínima de 350dpi e tamanho mínimo A4, legenda para cada foto em inglês ou francês com informações sobre lugar, data e assunto, preço por fotografia. Os participantes precisam enviar as amostras até o dia 14 de julho, às 21hs, para: IDEI(at)unesco.org.  Para saber mais, acesse o site.

Por Daniella Koslowski, acadêmica de Jornalismo.

Acadêmico apresenta projeto de TCC com rebranding da AEII

WhatsApp Image 2018-07-05 at 16.44.01

Na tarde de ontem, o acadêmico de Publicidade e Propaganda Matheus Ghiggi Bassi apresentou seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). A proposta era elaborar um rebranding, ou seja, um redesenho para a marca da Associação das Empresas Imobiliárias e Corretores de Imóveis de Ijuí (AEII). “Eu estava envolvido na organização da Feimóveis, Feira do Mercado Imobiliário, que é promovida pela AEII, e conversando com a minha orientadora, achamos que seria de grande valia propor um redesenho de marca para a Associação. As pesquisas foram fundamentais para dar um norte em todo processo de criação de briefing, pesquisa, a própria elaboração de pesquisa, teoria de cores, desenvolvimento de design, todo o embasamento técnico foi de grande importância”, explica Matheus.

Questionado sobre a tomada de decisão ao propor algo novo, o acadêmico defende que a escolha foi a união das respostas e avalição dos clientes que responderam ao questionário aplicado no início da pesquisa. “Na pesquisa o azul foi a cor predominante entre as respostas, o que “casou” com o briefing e o estudo de que cores representariam melhor a Associação. O azul, juntamente com o dourado, traz para a nova identidade visual as sensações de confiança, harmonia e sofisticação”, esclarece o acadêmico.

A aplicabilidade do trabalho tem ainda um propósito maior, conforme explica Matheus: “o projeto agora vai passar por uma aprovação da diretoria da Associação. E se aprovado, dia 27 de agosto, ele vai ser apresentado para todos os membros da Associação em um jantar comemorativo ao Dia do Corretor de Imóveis”.

Para Matheus, encerra-se um ciclo e se tem início um novo: o da trajetória profissional. “É muito bom ver as produções do início da faculdade e ver as produções de agora, ver a evolução profissional”, conclui.

Por Daniella Koslowski, acadêmica de Jornalismo

WhatsApp Image 2018-07-04 at 16.59.45

Último acadêmico de Relações Públicas da Unijuí defende o TCC

WhatsApp Image 2018-07-04 at 15.12.09

Na tarde de ontem o último acadêmico do curso de Relações Públicas, do curso de Comunicação Social da Unijuí, Diego Ferreira dos Santos, fechou um ciclo ao apresentar seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). O trabalho Comportamento do Consumidor no varejo farmacêutico, que contou com a orientação da professora Marcia Formentini, e teve como banca o professor André Gagliardi, é uma monografia que avalia o que os consumidores costumam levar em consideração na hora de comprar na farmácia.

A produção foi motivada por se tratar de um assunto que o acadêmico está familiarizado. “Escolhi esse tema por trabalhar nove anos no varejo farmacêutico, tanto no atendimento como gerência do departamento de marketing, e foi através das dificuldades do dia a dia, especialmente para criar conteúdo e estratégias de fidelização, que me veio a ideia de realizar essa pesquisa”, explicou.

Diego buscou pesquisar o que o consumidor leva em consideração na hora de escolher uma marca e como as marcas costumam se comportar para satisfazer o consumidor e, consequentemente, garantir a fidelização. “Do resultado da pesquisa aplicada, o principal motivo em que os consumidores buscam hoje uma farmácia é o preço, o consumidor ainda, apesar de querer experiências de consumo positivas, leva em consideração o valor investido”, afirma Diego.

WhatsApp Image 2018-07-04 at 15.12.18.jpeg

Para o formando, a pesquisa pode contribuir de várias formas. “A partir do momento que o ramo farmacêutico toma consciência de que, cada vez mais, o cliente busca uma experiência positiva de consumo, eles podem utilizar a pesquisa para uma questão de marketing de relacionamento mais efetivo perante aos seus clientes, trabalhando de forma conjunta a satisfação do cliente, aliando uma boa experiência a um valor razoável”, finaliza.

 

Por Giuli Ana Izolan, acadêmica de Jornalismo.

Acadêmicos da Comunicação apresentam trabalhos na Intercom Sul

WhatsApp Image 2018-07-02 at 16.15.07

A Intercom realiza todos os anos cinco congressos regionais, dentre eles a Intercom Sul, que integra os estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Neste ano, o evento aconteceu no Centro Universitário da Fundação Assis Gurgacz, localizado na cidade de Cascavel – PR, durante os dias 29 de junho a 1º de julho. O tema norteador das discussões foram as desigualdades, os gêneros e como a comunicação pode e deve fomentar os debates nas comunidades e na mídia. A abertura trouxe discussões acerca de Gêneros, Mídias e Interfaces, conduzidas por Ana Carolina Escosteguy, doutora em Ciências da Comunicação e Vânia Sandeleia, doutora em Ciência Política.

Inúmeras palestras e oficinas aconteceram ao mesmo tempo, com isso os alunos saíam e entravam nas salas em busca de novos conhecimentos. A oficina Comunicação corporal, por exemplo, convidava os estudantes a serem criativos e a se soltarem enquanto brincavam com os movimentos e expressões do corpo. Na tarde de sábado, a FAG organizou o Intercom Sessions, com música ao vivo ao som do rapper Paladino. Para quem gosta de Games, também teve o campeonato Fifa 18 Liga das feras da Comunicação.

As apresentações dos trabalhos pelos alunos da Unijuí iniciaram na sexta-feira pela manhã, com os trabalhos que concorreram no Expocom, e finalizaram no sábado à tarde. Na categoria Intercom Júnior foram cinco trabalhos defendidos. As acadêmicas de Publicidade e Propaganda, Carine Massi e Bárbara Schmidt, defenderam o artigo O Marketing em campanhas: estudo de caso das marcas Three Dogs e Three Cats, orientado pela professora Nilse Maldaner. “Ter participado de outros congressos como ouvinte já havia sido muito enriquecedor, mas poder apresentar o meu trabalho junto com minha colega Bárbara, foi com certeza uma experiência única! É extremamente gratificante saber que nosso artigo foi aceito e melhor ainda foi poder compartilhar a nossa temática com os demais estudantes e professores que estiveram presentes. Durante esses dias de evento, eu também pude conferir muitos trabalhos interessantes, com abordagens totalmente diferentes e vi muita coisa que estudei na graduação sendo aplicada na prática”, comenta Carine.

Para a acadêmica de Jornalismo Marjorie Bock, que apresentou o artigo sobre Mídia e direitos humanos: a representação da mulher na mídia de fronteira, a Intercom é um evento que abrange diversos aspectos da futura profissão. “Esse ano a FAG organizou muito bem as pautas de interesses dos alunos, focando na discussão sobre gênero e mídia, um debate muito importante no momento em que estamos passando, buscando acabar com discursos machistas e preconceituosos e prezando por uma mídia democrática. É a segunda vez que apresento trabalho no Intercom Júnior e mais uma vez foi uma experiência incrível. Poder relatar minha pesquisa para acadêmicos de outras universidades e conhecer sobre outras pesquisas demonstra a importância dessa socialização para minha construção profissional. É muito bom ouvir novas opiniões, críticas e também conhecer novas referências vinda das pesquisas de outros colegas”, destacou a estudante.

Já para a acadêmica de Publicidade e Propaganda, Sthéfany Oliveira, em sua primeira vez no evento, apresentando o trabalho Plurais 2.0: Empatia e a Experiência no Estudo da Publicidade Social, “a experiência em defender o Projeto Plurais 2.0 foi muito importante. Levamos um conteúdo que era muito próximo ao tema do evento e as pessoas gostaram, tivemos um ótimo debate sobre o assunto de empatia e o papel do profissional de publicidade como gerador de mudanças. Trouxemos muitas ideias novas na bagagem, tivemos um bate papo sobre diversidade e como a publicidade está se adaptando as novas necessidades do público, de como ela pode ser mais responsável e ir muito além da venda”.

Podemos dizer que esta edição da Intercom Sul 2018 foi um sucesso! Para quem foi pela primeira vez, fica o gostinho de quero mais. Quem já tinha ido, agradece a oportunidade de poder participar e trazer a cada evento novas ideias. Que venha a próxima! Até breve viajantes comunicativos!

Por Daniella Koslowski, acadêmica de Jornalismo.

Confira também:

Produções da Unijuí concorreram na etapa regional da Expocom

Acadêmicos da Unijuí apresentam trabalhos no Congresso de Comunicação

Este slideshow necessita de JavaScript.