“O normal nunca é o suficiente”

santo de casa logo

O Santo de Casa dessa semana é com Mariana Friske. Confira:

IMG_508382190573899

Todas as noites, antes de dormir, meus pais liam histórias comigo. Nunca infantis, longe disso. Enredos para muito além da minha faixa etária. Me transformaram em uma amante da leitura, e serei eternamente grata por isso. O hábito de ler me fez chegar ao ponto de retirar, na biblioteca da escola, cinco livros por semana. E não eram fininhos, não.

O normal nunca foi suficiente para mim. Durante o Ensino Médio, além das matérias essenciais, me dedicava ao curso técnico em Gerenciamento de Sistemas de Informação no turno inverso. No último ano, trabalhei à noite como estagiária na Coordenadoria de Informática da UNIJUÍ.

Ao escolher o curso na inscrição do vestibular, não tive dúvidas. Sistemas de informação não me realizariam profissionalmente. Escolhi mesmo as letras, que são minha paixão. Mas por que Jornalismo? Meu objetivo é mudar para melhor o mundo através do que está a meu alcance, e só enxergo isso através da Comunicação Social.

Durante a faculdade, continuo tendo várias atividades. Trabalho em tempo integral, e apesar de não envolver diretamente a Comunicação, aprendo muito com ele. Intercalo intervalos de estudo, redação de textos para as aulas e postagens para o blog. Encontrei no Ensaios e Olhares uma forma de tentar mudar algumas coisas. E tenho colhido ótimos resultados.

Semana cheia e finais de semana também. Às sextas à noite e sábados de tarde, encontro no Coral da Unijuí uma oportunidade de descontração e convívio com os colegas coralistas. Desde o ingresso na universidade, o coral me proporcionou uma bolsa de estudos que auxilia e muito a bancar os estudos. Neste grupo também conheci o amor da minha vida, com o qual me casei dois anos depois.

IMG_508200768576828

Coral em apresentação no HCI

Neste ano concluo a graduação, e tenho muitos planos para o futuro. O principal deles é ingressar no Mestrado. Pretendo fazer a seleção no segundo semestre, para ingressar em 2016. Meu sonho é ser professora, pois afinal, qual a melhor forma de mudar o mundo que não seja o aprender e ensinar?

Encerro com uma citação, como mensagem aos alunos que, assim como eu, buscam no Jornalismo uma forma de mudar o mundo.

“Nenhuma grande transformação pode ocorrer na sociedade enquanto cada um se mantiver individualmente preso a seus velhos hábitos. Um salto para frente só é de fato possível quando pequenas revoluções moleculares na vida particular de cada um contaminar a vida de outros ou ocorrer ao mesmo tempo que outras, de maneira que progressivamente todos comecem a pensar diferente” Ciro Marcondes Filho.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s