Ciclo de Debates Radiofônicos: vem mais palestra por aí

Qual é programação que queremos ouvir no rádio? Que informação interessa ao ouvinte? Que tipo de produções o rádio tem estrutura para fazer? Quais são as possibilidades que a região oferece e como o público tem respondido ao que está no ar? Estas são algumas das questões que serão postas na mesa da segunda etapa do Ciclo de Debates Radiofônicos: 90 anos de rádio no Brasil – tendências e perspectivas, a ser realizada no dia 22 de outubro, às 19h15min, no auditório da sede acadêmica da Unijuí.

Luciano KlocknerO palestrante convidado é o Prof. Dr. Luciano Klockner, da PUC de Porto Alegre. Além da docência, atuou por mais de 20 anos em empresas de comunicação, com destaque para as revistas A Granja e Manchete, jornais Zero Hora e Correio do Povo, rádios Gaúcha, Guaíba e Difusora (atual Bandeirantes) e Cooperativa Agropecuária Alto Uruguai (COTRIMAIO), exercendo ainda a função de correspondente das rádios Globo e CBN. Atualmente, é um dos professores responsáveis pela RadioFam – rádio universitária na internet da PUCRS, considerada uma das pioneiras no país, e realiza palestras e consultorias na área da radiodifusão, além de cursos de Media Training.

Luciano Klockner é autor e co-autor de nove livros na área de rádio. Entre eles: O Repórter Esso: a síntese radiofônica mundial que fez história; Nova Retórica e Rádio Informativo: estudo das programações das emissoras TSF – Portugal e CBN – São Paulo; A notícia na Rádio Gaúcha – orientações básicas sobre texto, reportagem e produção; e O diário político de Sereno Chaise: 60 anos de história.

livro Luciano (1)

Vão atuar como debatedores do evento os radialistas José Ribeiro de Almeida, da Rádio Luiz AM, e Luiz Henrique Berger, da Rádio Unijuí FM, com a mediação da professora Lisandra Steffen.

Esta segunda noite do Ciclo dá continuidade à discussão iniciada no dia 26 de setembro, com a presença da Profa Dra Débora Cristina Lopez, da UFSM, que apresentou as possibilidades do rádio como veículo sonoro, dentro do cenário atual, ressaltando a importância de os profissionais do rádio o perceberem como um veículo que precisa estar atento a sua estética, independente da tecnologia, e ao mesmo tempo, precisa preocupar-se com a conquista de novos ouvintes. Débora ressaltou a importância de as emissoras estabelecerem uma relação direta com o seu público, procurando conhecê-lo e dialogando com ele.

Atuaram como debatedores os radialistas Leandro Benetti, da Rádio Águas Claras, e Leandro Heck, da Rádio Progresso de Ijuí, salientando a força que o rádio tem na comunidade regional e as formas de interação com esse público.

A professora Vera Raddatz, coordenadora do Ciclo, salienta que “o evento atende ao objetivo de aproximar o mercado e a academia, constituindo-se como um canal aberto à discussão do papel do rádio na região, suas mudanças e condições de se posicionar como um veículo competitivo no mercado e, principalmente, se o rádio que se está fazendo é o rádio que a comunidade gostaria de ouvir”.

Na ocasião se fizeram presentes profissionais de rádio, pesquisadores, professores e alunos de comunicação de Cruz Alta, Santa Maria, Catuípe, São Luiz Gonzaga e região. A entrada é franca.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s