No embalo da educação

Banco de Imagens GuitarraVocê já parou para pensar como seria sua vida sem a música?

Friedrich Nietzsche parou, e olha a conclusão que o filósofo chegou: “Sem música a vida seria um erro”.

No carro, na balada, cozinhando, trabalhando e estudando. Afinal, para todos os momentos da vida existe uma canção que cai bem, que nos tira da tristeza, que transforma nosso dia, nos traz conhecimento e cultura.

Mas, se a música traz benefícios em todas as horas, o que dizer de experimentar a música na sala de aula?

O ritmo parece interessante. Mas já gerou muitas polêmicas. A Lei n. 11.769/08 que altera a lei nº 9.394 de dezembro de 1996, Lei de Diretrizes e Bases da Educação, para dispor sobre a obrigatoriedade do ensino da música na educação básica. A ideia é que exista uma disciplina de música em todas as escolas do Brasil.

A implantação efetiva da lei é uma questão histórica e cultural de longas datas. Na Grécia Antiga, filósofos como Aristóteles e Platão já defendiam a importância da música para a formação dos indivíduos e seu bem-estar na sociedade. Para eles a música interferia inclusive no caráter dos indivíduos.

No Brasil, passou-se a valorizar a música como instrumento educativo na época do Estado Novo com Villa-Lobos, que afirmava “Prometo de coração servir a artes, para que o Brasil possa, no futuro, trabalhar cantando”. Ele comandava o projeto de canto orfeônico que, apoiado por Getúlio Vargas, passou a ser obrigatório nas escolas públicas naquele período.

Hoje, o ensino da música precisa ser integrado ao currículo das escolas. Não dá pra negar a potencialidade desse verdadeiro instrumento para a educação. A música promove o raciocínio lógico, a coordenação motora, a sensibilidade, e uma série de outros benefícios já comprovados pela ciência e pela experiência própria de cada um de nós. Ajuda, inclusive, compreender o uso da crase, você se lembra do rock da crase?

No embalo desse assunto, já podemos entrar na sintonia da segunda edição do Educom Sul, que a Unijuí vai sediar em junho. Vamos nos preparando e refletindo sobre essa temática.

Aumenta o volume do rádio, porque música é um santo remédio, a ginástica da alma, como diria Platão.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s