Pé na estrada, dessa vez, rumo ao Correio do Povo

Os alunos do curso de Comunicação Social da Unijuí não param. Estão sempre em busca de experiência, aprendizado e conhecimento!

A aventura da vez é a participação de dois alunos do Curso nas Oficinas de Jornalismo que o Correio do Povo proporciona anualmente para estudantes interessados em acompanhar o dia a dia do Jornal. As oficinas abordam todas as linguagens: há oficina de TV, rádio e de impresso/online. São selecionados 12 estudantes de jornalismo para cada oficina.

Os estudantes de Jornalismo da Unijuí, Gabriel Garcia e Mateus Tamiozzo foram aprovados na seleção e estão aproveitando ao máximo a oportunidade de aprender com profissionais do Grupo Record. Gabriel participou de uma Oficina de TV, na TV Record RS.  Já Mateus optou por realizar a Oficina de impresso e online, no Correio do Povo.

A Usina de Ideias conversou com eles no começo da semana. Confira, então, o relato dos estudantes que estiveram em POA entre os dias 05 e 09 de novembro. Eles vão contar um pouquinho sobre como foi tudo por lá, as novidades, aprendizados e expectativas.

MATEUS TAMIOZZO 

“A oficina é mais uma oportunidade de conhecer a realidade de um jornal de grande circulação e, por uma semana, fazer parte da equipe. Os responsáveis pela nossa oficina, a chefe de reportagem Lu Winck e o coordenador de Impresso e Online, Marcos Santuário, são profissionais absolutamente competentes – com experiência na casa – e nos auxiliam em todas as etapas do processo (definição da pauta, captação das informações, produção e edição) para que o caderno especial da feira, a ser impresso na madrugada de sexta-feira com as reportagens dos participantes da oficina, apresente o melhor resultado possível.

Os colegas de oficina trazem um entusiasmo que naturalmente deve fazer parte da alma de um jornalista e todos demonstram a dedicação pela busca de situações inusitadas na rua, a busca por aquilo que poucas pessoas viram na Praça da Alfândega e no Cais do Porto.

Sempre nos encontramos na sede do Correio do Povo às 13h30. Após uma conversa inicial com os coordenadores, saímos para a rua apurar a pauta definida na segunda-feira (primeiro dia que, aliás, foi praticamente apenas para discussão das pautas). O setor de informações da Feira do Livro é bastante útil, levando em consideração que o evento conta com 144 barracas de livreiros e inúmeras atividades paralelas. No primeiro dia, mesmo após a longa definição das pautas, fui responsável por alimentar o blog, juntamente com outro colega, e fomos para a rua atrás das informações. Já na terça-feira me dediquei a apurar a minha pauta (o incentivo, mesmo indireto, que os sebos trazem à leitura ao apresentar preços mais acessíveis ao público). Na mesma tarde consegui finalizar a reportagem e já tinha a foto que vai ilustrar, em breve, minha produção no caderno especial do Correio do Povo na Feira do Livro. Fotos, aliás, produzidas pelas gurias que participam da oficina de fotojornalismo.

Hoje (quarta-feira), com a produção oficialmente concluída, voltei a me dedicar ao blog (a princípio era apenas um dia para cada participante) e mais uma vez estava na rua em busca de situações que ocorriam durante a tarde na Feira do Livro. A agilidade proposta para o blog requer apurações rápidas e muitas idas e vindas entre jornal e Praça da Alfândega. Os próximos dias devem seguir no mesmo ritmo. Com uma feira de tantas variedades como essa, pautas não vão faltar. O caderno estará fechado amanhã às 18h30, será impresso na madrugada de sexta-feira – como eu já disse – e vai circular no sábado”.

GABRIEL GARCIA

“Nesses poucos dias que estou aqui em POA e principalmente bem ligado ao Grupo RECORD, tive a chance de conversar de perto com o apresentador do Balanço Geral, produzido aqui no Estado, Alexandre Mota e demais produtores do programa. Acompanhamos o programa dele ao vivo e conhecemos as demais dependências da TV. Conversamos com editores, produtores, redatores, repórteres e apresentadores.

Pude perceber apenas nesses dois dias, o quão grande é o trabalho de cada um desses profissionais dentro da TV e acima de tudo, importância que cada um deles tem dentro da emissora. Até agora, definimos as pautas e selecionamos quem serão os entrevistados na matéria única com todos os repórteres que estão participando da oficina de TV. Amanhã, quarta-feira, vamos passar a tarde na feira gravando passagens e entrevistas. Pela escala, sou o primeiro repórter a gravar a passagem.

Seremos orientados por um profissional do Grupo Record e teremos a nossa disposição, durante 6 horas, uma equipe completa do grupo. (cinegrafista, áudio, etc) A matéria, acredito eu, não será vinculada a programação da RECORD, mas, receberemos ela por DVD. No geral, muita correria e muito cada um por si. Estou na oficina com mais seis estudantes de jornalismo. Todos muito bons. Mas está sendo uma experiência única. Em apenas dois dias, aprendi coisas de um mês inteiro”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s