O voto do marketing

É tempo de eleição. E junto com essa conjuntura, vem o trabalho de divulgação das propostas dos candidatos aos cargos eletivos. Um processo que tem como jogada principal uma mãozinha dos recursos publicitários.

Afinal, no rádio, na TV, nas redes sociais, nos carros de som, nos jornais, nos panfletos, você já deve ter se deparado com alguma forma de publicidade, ou seja, é cada vez mais comum o trabalho dos partidos com o chamado marketing político eleitoral.

Já passou o tempo em que a pesquisa de voto se dava a partir de palpites intuitivos, que a propaganda eleitoral se constituía apenas no ato de imprimir alguns milhares de folhetos coloridos e pichar os muros da cidade com o nome do candidato. A propaganda política deixou para trás o amadorismo para se tornar profissional, com identidades, slogans e conceitos definidos e alto investimento em projetos de comunicação. Isso tudo porque a mídia já se mostrou implacável e poderosa em vários contextos e as eleições políticas não poderiam ficar fora dessa realidade, não é mesmo?

Desta forma, o marketing político eleitoral propõe uma orientação comunicacional com um planejamento definido, elegendo alguns elementos principais para as campanhas, como pesquisa de mercado, conceitos e estratégia do candidato e estratégia de comunicação.  De acordo com a definição original,  marketing político são todos os recursos utilizados na troca de benefícios entre candidatos e eleitores. De um lado as promessas, as propostas de campanha, de outro o voto.

Se você quer saber de mais dicas para trabalhar nessa área, acesse o site Red Marketing e confira alguns aspectos do marketing político que esclarecem alguns dos motivos do presidente dos EUA Barak Obama ter ganhado as eleições e ter se tornado um dos políticos mais conhecidos no mundo, em tão pouco tempo.

Outro exemplo que deu certo é o marketing político da polêmica campanha do Deputado Federal Tirica. O candidato apresentou sua proposta ao eleitorado com um texto bem humorado, pobre e sem sentido para alguns, mas que lhe deu o “título” de candidato mais votado nas eleições para o cargo. Confira abaixo o vídeo da campanha:

Bem, tem marketing político pra tudo e de tudo que é jeito. O fato é que o investimento nos serviços  publicitários vem trazendo muito sucesso para as campanhas, ganhando eleições, permeando a opinião pública e dando muito trabalho para as agências. Não é mais possível pensar em ganhar uma eleição sem dedicar-se um pouquinho que seja nas estratégias de marketing, na comunicação personalizada. Mesmo porque, uma boa proposta sem uma boa publicidade pode perder até o seu valor e, no caso, perder até muitos votos…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s