Leitura obrigatória para jornalistas

Um clássico sobre Hiroshima

Uma bomba, algumas palavras, uma grande narração. Esta é a receita de um dos livros mais indicados para estudantes de Jornalismo alimentarem seu repertório cultural e profissional.

Hiroshima: Catástrofe ocorrida em 1945. Uma bomba de material atômico destrói a vida e a história da comunidade da cidade de Hiroshima e Nagasaki no Japão escrevendo um ponto final do decorrer da Segunda Guerra Mundial.

Um fato estrondoso como esse merecia destaque na imprensa da época. O jornalista americano John Hersey resolveu retratar toda essa história de horror, sofrimento e guerra. Como trabalhava na revista The New Yorker, escreveu um artigo a partir dos depoimentos das vítimas, explicando a explosão e a catástrofe da bomba em um contexto que trabalha a busca pela sobrevivência e a busca pela identidade levada embora pela devastação atômica. Anos depois, o autor do mesmo artigo retorna ao mesmo local para avaliar a cidade e a situação das vítimas após a reconstrução de Hiroshima. Os mesmos personagens são ouvidos. As mesmas histórias são recontadas a partir de um novo ponto de vista. O conjunto dessa investigação resultou em um livro, uma obra que pode ser considerada leitura obrigatória para os estudantes de Jornalismo se inspirar na arte de escrever fatos bem apurados e construídos de forma peculiar e quase literária.

 Vale apena dar uma espiadinha no livro Hiroshima, do autor John Hersey, que traz em suas páginas aquela que foi considerada a melhor reportagem do século XX!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s