CATRACA LIVRE: A CIDADE NA SUA MÃO

Ela pode se tornar um obstáculo para ir e vir. Pode eliminar nossa possibilidade de entrar em lugares legais ou mesmo de andar de ônibus. Tudo isso porque ela exige uma “graninha”, às vezes alta, para liberar nosso passe. Um passe que pode, inclusive, nos conduzir ao mundo cultural. Estamos falando da catraca, popularmente conhecida por roleta.

No Brasil, participar e se envolver com atividades culturais ainda é privilégio   de poucos. A maior parte das peças teatrais, shows, cinemas, festas ou feiras é acessível somente por meio da aquisição de ingresso, que permite a passagem pela tal catraca. No entanto, os valores cobrados para passar pela roleta são, em geral,  pouco acessíveis para a maioria da população.

Mas se não podemos mudar a realidade, que tal mudar a forma de olhar para a catraca?

Uma iniciativa de estudantes de cinco universidades de São Paulo resolveu aplicar um novo ponto de vista para sua cidade. Coordenados pelo jornalista Gilberto Dimenstein a galera da USP, PUC, FAAP, Mackenzie e Metodista criou em 2009 um site para agrupar, em uma única plataforma, as novidades gratuitas do cenário cultural paulistano. E adivinha qual foi o chavão para nominar esses lugares?

“Todos têm CATRACA LIVRE

A ideia foi um sucesso. O site de serviços está a três anos em pleno funcionamento, disseminando o jornalismo cidadão. Apesar de continuar sendo um espaço sócioeducativo, o catraca livre deixou de ser apenas um espaço para laboratório da comunicação, emprega estudantes e além das atrações da capital divulga as ações realizadas na região metropolitana e em algumas capitais brasileiras, como Porto Alegre.

Gilberto Dimmenstein-jornalista fundador e coordenador do Catraca Livre

As pautas são variadas, mas segundo o coordenador do projeto, a equipe sempre deu destaque para a Virada Cultural, um evento gratuito onde são oferecidas 24h ininterruptas de atrações culturais para a população paulista, é a festa de rua! Mas, enfim, a prioridade dos integrantes foi sempre “a publicação de temas que fortalecem a relação com os bairros, com o que a cidade tem de melhor e de mais interessante”, afirma  Gilberto Dimenstein, em entrevista para o site Comunique-se.

O MELHOR BLOG DO MUNDO

Um conjunto de cidadania, educação, entretenimento e catracas livres não resultou somente em elogios e perspectivas. O site de serviços foi condecorado com o prêmio Deustche Welle, como o melhor blog do mundo em língua portuguesa, pela emissora de TV pública da Alemanha- a maior emissora de comunicação do país. A votação teve júri e participação popular. Personalidades como Marcelo Rosembaum, Marina Silva, Maria Rita, Luciano Huck catracaram em prol dessa conquista para o blog.

Ideias criativas e cidadãs servem para serem analisadas, conhecidas, mas também servem como inspiração para nossos estudantes de Comunicação Social. Este ano, está no ar o “JDU”, um blog criado pela turma de Jornalismo Digital e o “Panqueca Virtual”, uma espécie de revista eletrônica, entre outras criações, como o impresso “Blitz da notícia” e por aí vai!

É o pessoal da Comunicação trazendo concepções criativas e utilitárias para a sociedade!

Pois a informação é liberdade: “… só existe opção quando se tem informação … Ninguém pode dizer que é livre para tomar o sorvete que quiser, se conhece apenas o sabor limão.” Gilberto Dimmenstein

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s