Comunicadores: amantes do Rock

Na última terça-feira (13), foi comemorado o Dia Mundial do Rock data instituída em 1985, quando foi realizado o festival “Live AID”, que arrecadou fundos para as vítimas da fome na Etiópia. Organizado pelo músico Bob Geldof, o festival aconteceu na Inglaterra e nos Estados Unidos. Em 2005, o festival recebeu o nome de “Live 8” e aconteceu nos países integrantes do G-8 e na África do Sul. O festival pedia para que os países credores perdoassem a dívida dos países africanos afetados pela fome.

Muitos acadêmicos de comunicação são amantes do rock, é o caso do presidente do Dacom Fábio Petry (PP), que teve seu primeiro contato com o rock aos 6 anos em uma tarde de domingo, quando seu pai colocou para tocar o disco da banda The Doors. Com o passar do tempo Petry conheceu o Rock Brazuca. “Gostei de cara”, ressalta Petry.

“Acho que rock é o som da juventude indiferente do que tua carteira de identidade diga”, diz.


Para a formanda do 2º semestre/2010 Drica Morais (Jornalismo), o rock é uma forma de expressão. Drica conta que já em festivais em cidades que nem conhecia. “Já perdi a conta de quantos quilômetros caminhei, perdida, e em quantas rodoviárias já dormi, esperando um ônibus”, diz.

A Drica e o Petry apenas representam os muitos acadêmicos de comunicação amantes do Rock.

Por Luana da Costa – Estagiária de Jornalismo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s